João Paulo adere ao bolsonarismo e afirma: ‘Quixadá e o Ceará estão com Bolsonaro’.

O vice-prefeito de Quixadá, no Sertão Central, João Paulo de Menezes Furtado, parece ter aderido ao bolsonarismo. Ele é cotado para ser candidato a vice-prefeito novamente numa chapa com Ricardo Silveira, nas eleições de 2020.

Numa transmissão via Facebook, feita recentemente pelo presidente Jair Bolsonaro, João Paulo declarou: “Parabéns, presidente. O Ceará e o Quixadá está com Bolsonaro.” (sic)

Recorte do Facebook com declaração de João Paulo de Menezes Furtado.

Na eleição de 2018, os quixadaenses rejeitaram Bolsonaro nas urnas, colocando-o em segundo lugar com apenas 13.272 votos, o que equivale a 31,64% dos votos válidos, contra 28.670 votos dados a Fernando Haddad (PT), o que equivale a 68,36% dos votos válidos. No primeiro turno, Bolsonaro ficou em terceiro lugar, depois de Haddad e Ciro Gomes (PDT).

Não se sabe exatamente de onde saiu a ideia do vice-prefeito de que Quixadá está com Bolsonaro. Além da rejeição nas urnas, em recentes manifestações pró-Bolsonaro no país, uma mobilização em Quixadá conseguiu reunir apenas cerca de 12 pessoas. Nem o vice-prefeito foi.

Pelo visto, tanto João Paulo quanto o médico Ricardo Silveira tentam se alinhar ao bolsonarismo para atrair a atenção das lideranças estaduais do PSL, partido do presidente, e tentar conseguir apoio para as eleições do próximo ano.

A Procuradoria dos Crimes Contra a Administração Pública (Procap) possui fortíssimos indícios de que João Paulo cobrava propinas de uma empresa contratada pela prefeitura municipal. O Ministério Público chegou a pedir seu afastamento do cargo e sua prisão. Ele permanece sendo investigado, mas não foi ainda denunciado à justiça. Desde agosto de 2018, quando assumiu interinamente o comando da prefeitura e traiu o grupo que o elegeu, o vice-prefeito está rompido com Ilário Marques, o prefeito do município.


Site desenvolvido por Agência Clig