Uma criança de apenas 11 anos confessou que estava mentindo ao acusar um homem em Quixadá de tê-la estuprado no dia do seu aniversário, na segunda-feira, 14. O acusado chegou a receber voz de prisão e foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil.

O 9º Batalhão de Polícia Militar informou em seu relatório à imprensa que o crime havia sido atestado por meio de exame de corpo de delito. Informou também sobre a prisão do acusado. Como consequência, vários veículos de comunicação do município publicaram a informação.

Com a confissão da criança de que havia mentido, o homem inocente foi devidamente liberado.

O Diário de Quixadá lamenta a veiculação da informação e reitera que esta foi baseada em relatório oficial do 9º Batalhão da PM, que tem imensa credibilidade e mantém parceria salutar e necessária com os órgãos noticiosos da cidade.

Pedimos também sinceras desculpas ao inocente que teve seu nome associado a prática criminosa geradora de grande repulsa. Informamos que a matéria anterior foi apropriadamente apagada e nos colocamos à disposição para dar ao homem inocente a mais ampla divulgação a quaisquer declarações que queira fazer na defesa de seu nome.

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

 


Site desenvolvido por Agência Clig