Os 754 aprovados no concurso público realizado em 2016 pela prefeitura de Quixadá ainda esperam pela homologação do certame e pela posterior convocação. A atual gestão entende que houve ilegalidades na realização do concurso e aponta para o fato de que ele foi realizado em um ambiente de violação da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). O prefeito Ilário Marques estabeleceu, no início de janeiro, um prazo de 30 dias para se posicionar definitivamente sobre o assunto.

Ontem, após sessão extraordinária na Câmara Municipal, conversamos com Leandro Teixeira, advogado que atua em defesa dos interesses dos aprovados. Ele afirmou que o fato de o concurso ter acontecido em um ambiente de violação à LRF não o torna ilegal. “O concurso existiu exatamente para acabar com os serviços prestados, que era o que estava inchando a folha de pagamento do município”, disse.

Leandro Teixeira afirma também que a convocação de todos os aprovados não resultaria em gasto com pessoal acima da margem de 54% da Receita Corrente Líquida, que é o limite estabelecido pela LRF. Ao Diário de Quixadá integrantes da atual administração disseram exatamente o contrário.

“Existiria ilegalidade se o gestor chamasse os aprovados quando a folha tivesse superado os 54%”, afirmou Leandro. A sugestão dele é que a prefeitura se adeque à LRF e, depois, convoque gradualmente os aprovados. Ele até mesmo considera que, atualmente, a prefeitura já está dentro da margem legal dos gastos com pessoal, visto que todos os contratos temporários findaram em dezembro do ano passado.

“Teoricamente nós só temos servidores trabalhando, o município não está infringindo a LRF. Então caberia ao gestor, no caso do concurso, homologá-lo, e ir convocando os concursados à medida que o orçamento do município permita”, defendeu.

Ouça o áudio com a íntegra das declarações:

 

VEJA MAIS SOBRE O CONCURSO PÚBLICO:

TCM fornece resposta técnica informal sobre concurso público realizado pela prefeitura de Quixadá em 2016

Ilário Marques NÃO homologará concurso público realizado pela prefeitura de Quixadá em 2016

Na polêmica sobre o concurso público de Quixadá, sobra razão para todos os lados

Prefeito fala em realizar novo concurso em Quixadá, com menos vagas, caso o último concurso acabe anulado

Site desenvolvido por Agência Clig