Governo Federal volta atrás e suspende vacina para adolescentes sem comorbidades.

O Ministério da Saúde suspendeu a vacinação contra o coronavírus para adolescentes sem comorbidades. O comunicado veio da Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à covid-19 na noite de ontem. Vários municípios do Ceará já estavam aplicando o imunizante em jovens, como é o caso, no Sertão Central, de Quixeramobim, que agendou vacinação para 15 anos, e Quixadá, que realizou vacinação para 16 anos. Prefeituras menores da Região também já estavam imunizando adolescentes de 15 a 17 anos.

Com a nova decisão, o Governo Federal orienta a vacinação contra o vírus apenas para pessoas entre 17 e 12 anos que tenham “deficiência permanente, comorbidades ou que estejam privados de liberdade”.

A decisão estaria embasada nas orientações da OMS (Organização Mundial da Saúde) de não recomendar a imunização de adolescentes, por essa faixa etária ter poucos casos graves e faltar estudos sobre a vacinação nesse grupo, portanto “os benefícios não estão claramente definidos”.

Além disso, a nota cita que houve redução na média móvel de casos e mortes por covid, o que torna o cenário epidemiológico menos perigoso para os adolescentes sem comorbidades.

ESPAÇO PUBLICITÁRIO.


Site desenvolvido por Agência Clig