Everardo Silveira Filho, à esquerda, é irmão do médico Ricardo Silveira e principal conselheiro e coordenador de sua pré-campanha.

O nível baixo do tipo de disputa política feita por alguns coordenadores de pré-campanha em Quixadá, no Sertão Central, atingiu novo pico de degradação nesta sexta-feira, 07.

Sem qualquer controle sobre suas ambições e ansiosos para colocar as mãos na prefeitura, há quem não veja nem mesmo a linha que deveria marcar o limite do respeito à dignidade de uma família e de suas crianças inocentes.

Para ferir seus adversários políticos, o irmão do médico bolsonarista Ricardo Silveira, que também dirigiu a já extinta Rádio Monólitos, Everardo Silveira Filho, explorou sem piedade a foto de uma criança de apenas 10 anos. É claro que não vamos replicar a imagem aqui.

Em vez de escolher uma foto em que apareça apenas a pessoa envolvida nos fatos dos quais a reportagem deveria tratar, Everardo Filho sempre escolhe imagens nas quais apareçam também aqueles por quem ele parece sentir ódio, principalmente o prefeito Ilário Marques e o deputado Osmar Baquit. Mas nesta sexta-feira foi outra pessoa, uma criança de apenas 10 anos de idade, quem virou vítima desse modo de fazer política.

Ao apresentar matéria sobre o processo envolvendo o empresário quixadaense Ricardo Araújo, as mídias da família Silveira usaram uma foto em que aparece Ronner Pinheiro e sua família, incluindo sua filha menor, que foi colocada em destaque nas redes sociais. A ideia maldosa parece ter sido de associar estas pessoas que não tem nada a ver com investigações do Ministério Público com as acusações levantadas contra outros. O motivo? Ronner Pinheiro e sua família são conhecidos apoiadores de Ilário Marques e Osmar Baquit. Viraram alvo da política suja praticada em Quixadá.

Ronner Pinheiro chegou a dar uma resposta a Everardo Filho na área de comentários da matéria em que a foto de sua filhinha aparece. Mas o comentário foi apagado. Ele anunciou que vai processar Everardo Filho e que sua esposa, Katiana Marcolino, também fará o mesmo em nome da filha. A família acha que Everardo Filho deveria ter limites em sua busca pelo comando da máquina pública em Quixadá.

Reproduzimos abaixo, com sua autorização, o comentário de Ronner Pinheiro, que foi apagado das mídias da família do médico Ricardo Silveira. As palavras revelam um pai indignado com o uso da imagem de sua filha menor no meio do ódio político que dirige algumas ações de adversários neste município. Confira.

Resposta de Ronner Pinheiro a Everardo Filho foi apagada dos comentários da matéria em que a foto de sua filha é explorada pelo irmão do médico Ricardo Silveira. (Reprodução/Facebook)

O ataque grosseiro contra a família de Ronner Pinheiro não agradou nem mesmo amigos de Everardo Filho. Ronner é muito querido em Quixadá, bem recebido onde chega, e tem amizades e livre trânsito mesmo entre aqueles com quem discorda politicamente. Sua foto já apareceu, sem necessidade, em outras matérias da família Silveira. Mas ele nunca reagiu com indignação. Desta vez, ao ver o desrespeito contra sua filha menor, decidiu processar Everardo Filho. Natural para qualquer pai.

OUTRAS VÍTIMAS

Não é a primeira vez que uma criança é afetada pelas ações de Everardo Filho, o Everardinho. Ele já foi condenado pela Justiça a três anos e seis meses de cadeia por homicídio culposo, mas respondeu o processo em liberdade e nunca chegou a cumprir a pena estipulada pela Juíza Ana Cláudia Gomes de Melo, no dia 21 de maio de 2014.

Maria Joelma e sua criança ainda no útero foram mortas por Everardo Filho. Ele dirigia embriagado quando atropelou as duas.

Dirigindo bêbado, matou atropelada Maria Joelma Uchôa, de apenas 23 anos, que estava grávida. A criancinha morreu no útero de sua mãe. A Justiça chegou a proibir Everardo Filho de dirigir, determinação que nunca foi realmente cumprida. De família tradicional e muito rica, Everardo conseguiu empurrar o assunto no judiciário e ficou em liberdade até que o processo alcançasse prescrição. A impunidade prevaleceu.

O NÚMERO 2

Segundo se comenta nos bastidores da política em Quixadá, uma gestão sob o comando do médico Ricardo Silveira colocaria seu irmão, Everardo Filho, no posto de número dois dentro da prefeitura. A certeza que quase todos possuem é de que os irmãos do médico, incluindo o empresário Amílcar Silveira, teriam enorme poder em uma eventual gestão sua. Ricardo seria prefeito, mas na prática quem mandaria no dia a dia da prefeitura seriam seus irmãos.


Site desenvolvido por Agência Clig