A Rádio Cultura de Quixadá ampliou sua potência e agora passou a operar na faixa de Frequência Modulada (FM). Antes AM 1080, a emissora agora é FM 102.1.

A Rádio Cultura foi a única AM de Quixadá que conseguiu as autorizações necessárias do Ministério das Comunicações para realizar a migração de faixa.

HISTÓRICO

Empreendimento de Dom Adélio Tomasim feito no final dos anos 1980, a Rádio Cultura AM 1080 conseguiu autorização para funcionar a partir do ano de 1991, permanecendo na faixa por 27 anos.

Neste longo período de atuação, a Rádio Cultura tem prestado serviço valioso ao povo de Quixadá e região, e recebeu reconhecimento por isto. Um deles, por exemplo, foi o título de melhor jornalismo de rádio social-cidadã do interior, promovido pelo Instituto Airton Senna, cujo certificado foi assinado pela própria irmã do inesquecível Airton, Viviane Senna.

Por 18 anos, a emissora foi dirigida por integrantes da Comunidade Católica Shalon. Por ela passaram diretores como José Nilson, Adelino Arruda, Maurício, Conceição de Maria, Gilson, Marcos Emílio, Francisco Belchior, Rodielson, entre outros.

Atualmente tendo na Organização a Comunidade Mariana Boa Semente e seu Fundador Pádua Costa, a emissora alcança novos vôos, com a direção de Vanderlei Paulino, que não mediu esforços para que a emissora se modernizasse tecnicamente e se transformasse na potencia que é hoje, não só em qualidade de som, mas também como de prestação de serviço, informação correta, promovendo a paz e a harmonia.

De fato, a Rádio Cultura tem programação e modo de fazer jornalismo diferenciado, dando espaço a todas as visões de mundo, já que não possui finalidade política, como nem sempre é o caso de emissoras do interior, cujas funções sociais se confundem com campanha eleitoral ininterrupta.


Site desenvolvido por Agência Clig