Ricardo Silveira, novo Superintendente da Funasa no Ceará. (Foto: Divulgação, usada no blog de Eliomar de Lima.)

O PMDB do Ceará realiza um esforço direcionado para fortalecer sua presença e suas bases no Sertão Central. Está em curso um processo de tomada de controle da direção de todas as instituições da esfera federal nesta região do Estado, demanda antiga dos aliados do Senador Eunício Oliveira.

O processo começa com a indicação política e nomeação do médico Ricardo Silveira (PMDB) para a Superintendência Estadual da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), algo que estava sendo conversado desde o final do ano passado.

Filho do ex-deputado Everardo Silveira e irmão do presidente do diretório municipal do PMDB em Quixadá, Everardo Filho, Ricardo Silveira foi candidato pelo PMDB ao cargo de prefeito em 2016, tendo perdido a disputa para o petista Ilário Marques. É médico cardiologista e foi secretário municipal de saúde por sete dias durante a gestão do ex-prefeito João Hudson em Quixadá. É, também, o idealizador das chamadas Caravanas do Coração.

A SUPERINTENDÊNCIA 

Às Superintendências Estaduais da Funasa compete coordenar, supervisionar e desenvolver as atividades do órgão em suas respectivas áreas de atuação.  A Funasa presta apoio técnico e financeiro no combate, controle e redução da mortalidade infantil e da incidência de doenças de veiculação hídrica ou causadas pela falta de saneamento básico e ambiental. Os investimentos visam intervir no meio ambiente, na infra-estrutura dos municípios de até 50 mil habitantes, prioritariamente, e nas condições de vida de populações vulneráveis.

OPORTUNIDADE PARA PROJEÇÃO POLÍTICA

Com a nomeação, Ricardo Silveira ganha a oportunidade de exercitar a administração de um órgão capaz de lhe dar alguma projeção perante várias prefeituras do estado. Embora o próprio PMDB ainda não tenha se manifestado sobre o assunto, o movimento pode indicar a preparação do médico quixadaense para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa no ano que vem.

Seguindo o plano de ocupação política da direção das entidades federais, outros órgãos nesta região do Ceará devem sofrer alterações em seus comandos nos próximos meses, privilegiando aliados do partido de Eunício Oliveira e Michel Temer.


Site desenvolvido por Agência Clig