Conselheiro de Bolsonaro compara governadores que defendem isolamento a psicopatas

Um dos principais conselheiros do presidente Jair Bolsonaro na área de comunicação, o publicitário Sérgio Lima, defendeu na noite desta quarta-feira (15) a demissão do ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde) e comparou governadores que defendem o isolamento social a “malucos” e “psicopatas”.

As declarações foram dadas numa transmissão pela internet com a empresária Karim Miskulin, diretora-geral do Grupo Voto, que incentiva a participação de mulheres na política.

“Finalmente o governo vai se libertar do que está refém, de um ministro que só está falando e não tem um plano de execução, [não fala] quantas UTIs precisa, quantos médicos”, afirmou Lima.

Responsável pela comunicação do Aliança Pelo Brasil, partido que Bolsonaro tenta criar, ele tem auxiliado também na preparação dos pronunciamentos do presidente durante a crise do coronavírus.

“O quanto antes esse ministro tem de ser demitido, porque ele fala muito bonito, mas não conseguiu executar um plano”, completou.

Defensor da estratégia do presidente de flexibilizar o isolamento, Lima disse que Bolsonaro tem tido uma posição equilibrada na crise do coronavírus, ao levar em conta as questões sanitárias e econômicas.

Segundo ele, não se pode gerar pânico na sociedade. “Senão, a gente vai estar sendo cúmplice de malucos, de governadores, de psicopatas que estão ajudando, por uma sede de poder, a matar muitas pessoas que estão desesperadas com medo, trancadas em suas casas”, afirmou.

Compartilha:

Veja Mais