Prédio da Rádio Monólitos de Quixadá, local de onde emana todo o sentimento de rancor dos Silveiras contra seus oponentes políticos.

Em primeiro lugar, é um prazer escrever a todas e a todos que apreciam o Diário de Quixadá. Vamos ao ponto.

Usuários das redes sociais em Quixadá tem recebido um recorte da fala do prefeito Ilário Marques durante o 23º Encontro dos Profetas da Chuva, realizado no município no último final de semana.

Em parte do seu discurso, Ilário – que é correligionário histórico do ex-presidente Lula e seu amigo pessoal -, comenta acerca de como é triste para pessoas como ele, que são gratas pelas ações do governo petista no Nordeste na era Lula, vê-lo preso.

Em certo momento, Ilário expressa felicidade pelas boas previsões dos profetas da chuva para o inverno em 2019 e comenta que, mesmo considerando tais prognósticos positivos, é difícil se alegrar com um bom inverno ao ver um homem que tanto fez pela nossa região ser tratado com injustiça.

Não importa se você considera Lula culpado ou inocente, é preciso respeitar quem pensa diferente. Ilário, por exemplo, lamenta ver tolhido de sua liberdade um homem que ele considera vítima de um covarde acordo nacional entre forças políticas, midiáticas e judiciárias para promover um projeto entreguista para o Brasil, prejudicial aos trabalhadores.

É lamentável que o senhor Everardo Silveira, condenado por assassinato de uma mulher grávida a quase quatro anos de prisão, sem jamais ter cumprido um dia de pena, e que é diretor da rádio Liderança FM e da rádio Monólitos AM (a Monólitos AM não está em funcionamento por causa de ingerências de seus proprietários), usar seu espaço de mídia para divulgar apenas um recorte da fala do prefeito, com o intuito de fazer Ilário dizer o que ele não disse.

Quem conhece Ilário sabe que ele é um homem culto, amante da leitura e profundamente comprometido com a cultura e o conhecimento. Quem acha que Ilário diria que em 2019 não teria inverno por que Lula está preso só pode não conhecê-lo ou, como no caso no senhor Everardo Silveira, usar de descaramento aberto.

Este senhor, que usa seus instrumentos de mídia em campanha permanente para promover seu irmão, rejeitado pelo povo de Quixadá nas urnas em 2016, poderia dar contribuições melhores para o amplo debate das importantes questões do município. Poderia, por exemplo, convidar Ilário para um debate, com ele ou com seu irmão, em programação ao vivo em sua rádio, mas falta-lhe coragem e preparo para tanto. Prefere manipular informações de modo escancarado, revelando um espírito de menino birrento, inconformado com as próprias derrotas.

Como poderia Quixadá entregar seu destino a gente incapaz de seriedade? Quem não respeita a própria profissão que exerce, a sagrada profissão da comunicação, com certeza não está preparado para liderar o interesse público.

É lamentável tal postura baixa.

Autor: ÍTALO BEETHOVEN, publicitário. 


Site desenvolvido por Agência Clig