Gooldemberg Saraiva, criador do site Diário de Quixadá.

Queridos leitores (as):

Durante os últimos dois anos, o Diário de Quixadá tem sido a fonte de informações de um número cada vez maior de pessoas, e tudo indica que continuará sua exitosa trajetória. A linguagem simples, direta e clara conquistou um grande público, não só em Quixadá, mas em mais de 50 municípios do Ceará nos quais os acessos a ele são constantes, alcançando uma média de quase meio milhão de visualizações a cada mês.

Eu tenho sido o principal responsável pelo DQ, e sou profundamente grato àqueles que aprenderam a gostar do meu trabalho aqui. Preciso agradecer, inclusive, aos críticos, sem os quais, por vezes, eu não teria aprimorado esta ferramenta.

O DQ é um caso incrível de sucesso de público e é leitura obrigatória para quem quer ou precisa acompanhar os acontecimentos nesta região do Ceará. Ele aborda os fatos de uma maneira que, às vezes, surpreende seus leitores, ou por representar o pensamento da maioria, ou por ser o peixinho nadando contra a correnteza.

É muito importante que existam espaços de mídia que ofereçam correntes de pensamento opcionais e diferentes versões dos fatos.

Particularmente, aprendi muito no exercício de gerenciar o Diário de Quixadá. Afinei habilidades pessoais, li e escrevi como nunca. Nenhuma vez me apressei em formular conclusões sem fazer, previamente, pelo menos o mínimo de pesquisa. Tentei dar o meu melhor, dentro das limitações que tenho.

Esta atividade também me levou a conhecer pessoas com diferentes formações familiares e culturais, gente rica em conhecimento, habilidades e visão de mundo. A esfera da comunicação é um campo vasto de oportunidades para quem gosta de aprender. Sou grato por tudo o que vivi de bom neste período, inclusive, no rádio. Tive boas experiências profissionais em emissoras como a Liderança FM, Monólitos AM, Cultura FM e Meio Norte FM. Esse acúmulo de atividades no rádio, não obstante tenham sido breves, ampliaram muito meu leque de histórias para contar. 

Mas a vida é feita de ciclos, e precisamos aceitar que alguns terminam para que outros comecem. Alguns deles chegam ao fim naturalmente, sem a nossa interferência; outros demandam ação de nossa parte para se encerrarem. Como pano de fundo disto tudo está o nosso dever de buscar a própria felicidade e de tomar as decisões que acreditamos que sejam as melhores em cada uma destas fases da vida. Em harmonia com isto, entendo que minha participação no DQ deve, neste ponto, chegar ao fim. Portanto, estou anunciando o encerramento das minhas atividades no site Diário de Quixadá.

A decisão de encerrar minha participação no universo da comunicação em Quixadá leva em consideração outras questões de cunho mais pessoal, sobre as quais já conversei com amigos próximos. Também agradeço àqueles que me consideram talentoso e, de forma bem intencionada, incentivaram-me a continuar. Ainda pretendo usar no futuro qualquer dom que Deus tenha me dado para comunicar, porém, de outra forma.

O DQ, possivelmente, vai continuar, mas sem minha participação e sob nova direção. Se isto se concretizar, ficará a critério do seu novo editor traçar suas linhas de atuação e informar o público a respeito. 

Muito obrigado a todos vocês, a quem desejo sucesso na busca individual pela felicidade, pela paz interior e pelo contentamento espiritual. Até qualquer dia.

Gooldemberg Saraiva
CRIADOR DO DIÁRIO DE QUIXADÁ

Site desenvolvido por Agência Clig