Denunciar tudo o tempo todo e com o maior barulho possível.

Popularizar a figura de seus integrantes, aproximando-os o máximo das pessoas mais carentes.

Esta é a estratégia adotada pela oposição ao PT de Quixadá para ampliar sua aceitação junto ao povo.

Claro, com vistas às futuras disputas eleitorais.

Por um lado, a intenção é sufocar o governo municipal, engessando-o através da lida diária com uma enxurrada de críticas e, por outro, mostrar-se mais perto das pessoas, inclusive com a seleção de um dia da semana para o grupo se fazer presente nas comunidades, principalmente nas áreas mais periféricas.

Valerá até visitar os bares nos Bairros para papear sobre o que quer que seja.

Composta em sua maioria por ex-associados do ex-prefeito João Hudson, a oposição espera lucrar com eventuais medidas impopulares tomadas pela administração petista. E, claro, desligar-se completamente da imagem daqueles dias entre os anos de 2013 e 2016.

A estratégia é válida e faz parte do mundo das disputas políticas! Se vai funcionar ou não, são outros quinhentos.


Site desenvolvido por Agência Clig