Após retorno de Ilário ao comando da prefeitura, grupo de vereadores volta a cobrar administração pública

Um grupo de vereadores conhecidos pelo discurso agressivo contra a gestão Ilário Marques, em Quixadá, voltou a criticar a administração pública e a fazer cobranças por melhorias no serviço ofertado à população.

Estes parlamentares haviam dado uma trégua nas cobranças durante a gestão interina, comandada pelo vice-prefeito João Paulo de Menezes Furtado, embora nos três meses em que chefiou o executivo este tenha levado a cidade ao caos.

A gestão interina dedicou-se a perseguir funcionários, efetivos e terceirizados, e a realizar sindicâncias internas que visavam apenas procurar defeitos para prejudicar Ilário Marques. A cidade mergulhou na desordem, na sujeira, ficou entupida de lixo, interrompeu serviços essenciais de saúde, atrasou salários de servidores e muito mais.

Os vereadores de oposição a Ilário Marques, porém, ficaram calados durante os três meses de caos. Acostumaram-se, no período, a frequentar o centro administrativo da prefeitura, onde mantinham reuniões a portas fechadas com o gestor interino.

Agora, com Ilário de volta à prefeitura, as críticas e cobranças voltaram. A população fica atônita diante de um cenário em que, evidentemente, o que se privilegia não são os interesses da cidade, mas jogadas políticas. Esta conduta mendaz torna as palavras dos edis de oposição, que deveria ser poderosa a favor da comunidade, totalmente vazias e a estratégia pode até sair pela culatra, fortalecendo a popularidade de Ilário, em vez de diminuí-la. O povo, tal como um organismo vivo único, detecta a implicância insistente e tende a repudiá-la.


Site desenvolvido por Agência Clig