Da esquerda para a direita: Ilário, Camilo, Pedro e Osmar. (Foto de antes da pandemia.)

Camilo Santana deu, no domingo (13), demonstração inequívoca de que seu governo tem parceria estratégica com a gestão do atual prefeito de Quixadá, Ilário Marques (PT), e de que quer a reeleição do companheiro de sigla.

Camilo não participou de muitas convenções como fez em Quixadá. Para algumas enviou vídeos gravados com falas preparadas de antemão. Para a convenção que oficializou a candidatura de Ilário, porém, pediu para participar ao vivo e deu declarações fortes de apoio. Chegou a qualificar a reeleição de Ilário como “responsabilidade com Quixadá”.

“Quero reiterar meu compromisso, enquanto governador do Ceará, de nós continuarmos firmes e juntos com as parcerias importantes para a população”, disse com muita clareza.

O governador cearense leva também em consideração sua amizade e aliança com o Deputado Osmar Baquit, uma das personagens de defesa mais aguerridas do seu governo na Assembleia Legislativa. Pedro Baquit, que será vice na chapa com Ilário, é sobrinho de Osmar e, além disso, presidente do PDT, partido do Senador Cid Gomes, aliado em Brasília de Camilo.

A vantagem do apoio do governador na disputa pela prefeitura de Quixadá é, portanto, de Ilário Marques e Pedro Baquit, e isso conta muito. Camilo é antagonista político de Bolsonaro, como a lida com a pandemia deixou muito evidente. Principal opositor de Ilário, o médico Ricardo Silveira (PSD), por outro lado, representa o ideário bolsonarista em Quixadá, a antítese de tudo o que Camilo e seu governo são.

Na prática, um governo municipal sem o apoio direto, compromissado e político com o governo do estado é fraco e pouco realiza. Tem sido assim em todo o Brasil. E Quixadá já teve experiências desse tipo. Como não pode oferecer o apoio de Camilo, Ricardo Silveira pouco tem o que dizer sobre o futuro de Quixadá num eventual governo seu, já que não pode associá-lo ao mesmo tipo de parceria que Ilário e Pedro selaram com Camilo.

Há muito para o eleitorado pesar na balança em 2020. A parceria da prefeitura de Quixadá com o governo estadual pode avançar e se ampliar em 2021 ou pode experimentar um pesado recrudescimento, com reflexos diretos sobre a capacidade avançar do município como o todo. Seja lá o que for que disserem, desta realidade não se pode fugir: a eleição de 2020 é uma escolha entre avançar ou retroceder.

Veja abaixo vídeo da fala do governador divulgado nas redes sociais de Ilário Marques:

#NOSSAOPINIÃO

Informe Público.


Site desenvolvido por Agência Clig