Visita de José Nilson ao ministro da Educação foi vista com preocupação por setores da oposição em Quixadá

O empresário José Nilson teve, nesta semana, encontro com o Ministro da Educação, Abraham Weintraub, responsável pelos cortes nas universidades que geraram manifestações de repúdio por todo o país.

Segundo nota divulgada por ele nas redes sociais, o encontro foi para tratar de Quixadá como cidade universitária. O ministro, porém, é amplamente conhecido por suas posturas inteiramente favoráveis à iniciativa privada para o ensino superior. De modo que o encontro pode ter se voltado principalmente para os interesses empresariais do próprio José Nilson.

A visita de José Nilson ao chefe do MEC foi tratada com cuidado por setores midiáticos da oposição ao governo municipal de Quixadá, que preferiram não dar a ela nenhum destaque. O receio é de que a visita sirva, de alguma forma, para fortalecer José Nilson politicamente. Embora, em 2016, José Nilson tenha sido parceiro de setores de oposição ao atual prefeito Ilário Marques, sabe-se que, hoje, estes mesmos setores preferem ter o empresário um pouco mais distante, embora não rompido.

José Nilson foi, recentemente, apresentado pelo advogado Sérgio Onofre como aliado de suas pretensões à chefia do executivo quixadaense.

De resto, as ameaças do MEC à educação pública continuam. Os cortes permanecem e as instituições públicas já avisaram que o orçamento disponibilizado pelo governo Bolsonaro ameaça o funcionamento delas, em Quixadá, já a partir do mês de agosto.


Site desenvolvido por Agência Clig