Charge de Jândreson Gomes retratando o trabalho do Secretário Carlos Clayton.

A gestão interina de Quixadá é um deserto administrativo incapaz de conseguir fornecer sombra para um padre rezar a missa de finados no cemitério, como ficou evidenciado neste 02 de novembro.

Mas a incompetência administrativa, felizmente, tem limites.

No meio deste caos, a secretaria de Cultura se destaca como um oásis no deserto. Em parte, graças ao perfil dinâmico e propositivo do seu gestor, Carlos Clayton, mostrado na charge de Jândreson Gomes acima.

Cleitinho, como é mais conhecido, conseguiu seu posto graças a aclamação pública de centenas de jovens que usaram as redes sociais para alçá-lo ao posto de comando da cultura, esporte e políticas de juventude no município.

Como secretário, conseguiu garantir a realização dos Jogos Digitais de 2018, uma iniciativa do prefeito Ilário Marques, iniciada em 2018, que deve entrar para o calendário de eventos do município como ponto alto de reunião de jovens e outros interessados em games, novas tecnologias e o mundo das redes sociais e da internet.

No próximo dia 14 de novembro será a vez do I Festival de Dança da Quebrada, ideia de Carlos Clayton que promete agitar a Praça da Cultura com apresentações de swingueira, passinho romano e funk.

I Festival de Dança da Quebrada em Quixadá

E tem mais: Cleitinho estuda a possibilidade de agendar apresentações de natal com o pastor Cláudio Duarte, famoso na internet por suas abordagens bem humoradas acerca de sexualidade, família e religião.

Pastor Cláudio Duarte

Tudo isto mostra que, se há uma janela de ventilação nesta administração interina, é a Cultura. O trabalho tem sido reconhecido pela juventude, que fortalece ainda mais a posição de Carlos Clayton como figura essencial à promoção de um ambiente diversificado de atividades na Terra dos Monólitos.

ESPAÇO PUBLICITÁRIO


Site desenvolvido por Agência Clig