Contrário ao que fez parecer, Ricardo Silveira não atuou no setor covid do Hospital Regional. (Foto: reprodução/Facebook)

O médico Ricardo Silveira usou suas redes sociais, nesta segunda-feira (03), para se despedir de suas atividades no Hospital Regional do Sertão Central (HRSC). Ele afirma em vídeo que começou a trabalhar ali ‘desde o começo da pandemia’ e, desta forma, fez parecer ao seu público que havia atuado na linha de frente do combate ao vírus.

No dia 13 de julho, em outro vídeo que o médico fez circular em suas redes sociais, ele afirmou claramente: “Desde que iniciou essa pandemia que eu estou aqui no Hospital Regional dando a minha parcela de contribuição, em poder ajudar e dar um atendimento aos meus irmãos de Quixadá.”

Com isso, muitos entenderam que o pré-candidato a prefeito havia se dedicado na linha de frente do combate ao coronavírus, lidando diretamente com casos de covid-19 no HRSC, como fizeram muitos outros abnegados profissionais da saúde.

O DQ constatou, porém, que esta informação não é verdadeira. Ali, nos últimos meses, Ricardo Silveira atuou por meio período e em apenas um dia da semana, às segundas-feiras. Suas atividades, obviamente remuneradas, ficaram restritas à UTI geral 1 do HRSC, onde não há casos de covid-19. Sua atividade iniciou após estourar o escândalo em que ele foi exposto pelo Bispo Dom Ângelo Pignoli por sugerir que pacientes com covid em Quixadá fossem levados para leitos que ele supostamente teria preparado na maternidade. O bispo mostrou que os leitos simplesmente não existiam.

Clique AQUI para ler os esclarecimentos do bispo de Quixadá sobre o assunto.

Ao deixar o HRSC, o médico disse: “Vou parar minhas atividades para me dedicar mais a Quixadá.” Mas ele não explica como vai ser essa ‘dedicação a Quixadá’, já que não está ligado a nenhuma iniciativa das linhas de frente do combate ao vírus, montadas pelos profissionais de saúde com atuação no município. A dedicação, na verdade, parece ser à política. Está saindo do HRSC num dos momentos mais delicados da crise sanitária para os municípios da região para se dedicar às articulações do período de pré-campanha eleitoral.

A pré-campanha de Ricardo Silveira, aliás, deve sofrer, nos próximos dias, representações apontando crimes eleitorais. O médico foi recentemente flagrado participando de distribuição de escovas de dentes a eleitores da zona rural de Quixadá.


Site desenvolvido por Agência Clig