Quixadá chega a 200 mortes por Covid-19.

Quixadá alcançou, neste sábado, 04, uma marca muito triste no enfrentamento da pandemia de Covid-19: 200 mortes. O número impactante chega num momento em que os novos casos e as internações diminuem com o avanço da vacinação, o que prova que dezenas de vidas poderiam ter sido salvas em Quixadá se o Ministério da Saúde tivesse adquirida vacinas mais cedo. É sabido por todos, porém, que o governo brasileiro repetidamente questionou a eficácia das vacinas, investiu pesado na divulgação de medicamentos alternativos, sem comprovação de eficácia, tais como cloroquina e ivermectina, enquanto o resto do mundo se concentrava em comprar vacinas. O Brasil, por vários meses preciosos ficou para trás, mergulhado no negacionismo e em disputas e distrações ideológicas lideradas pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

De acordo com o boletim epidemiológico da secretaria de saúde de Quixadá, divulgado no sábado, o município continua com 135 casos ativos de covid-19. Cinco pessoas estão internadas e 130 em isolamento domiciliar.

Quixadá tem aderido às recomendações sanitárias do Governo do Ceará e avança na flexibilização das atividades econômicas. Quase 65 mil doses de vacinas contra a doença já foram aplicadas na população, o que representa esperança de que a retomada da plena normalidade está cada vez mais próxima.

PÊSAMES

O DQ manifesta solidariedade e profundos sentimentos de pêsames às 200 famílias quixadaenses que a Covid-19 deixou enlutadas.

ESPAÇO PUBLICITÁRIO.


 

Site desenvolvido por Agência Clig