Polícia Civil identifica bandido que teria ordenado atentados em Quixadá

No madrugada do último domingo, 06, duas pessoas tentaram incendiar uma viatura da Polícia Militar que estava estacionada em uma oficina no Bairro Campo Novo, em Quixadá. A ação não teve êxito e o veículo foi removido para o pátio da Delegacia de Polícia Civil sem avarias.

Menos de 24 horas depois, os investigadores locais da polícia conseguiram identificar os dois autores da tentativa de incendiar a viatura. Trata-se de dois adolescentes, uma garota de 15 anos e um rapaz de 17 anos. Este último foi enviado de Canindé para produzir atentados em Quixadá.

A Polícia Civil também descobriu o nome do mandante da tentativa de atentado em Quixadá. O criminoso teria orientado o garoto a sair de Canindé para promover pânico na Terra dos Monólitos. Trata-se de um presidiário do Instituto Penal Professor Olavo Oliveira II, em Itaitinga. As ordens eram dadas por telefone celular. O nome dele não foi divulgado para não comprometer as investigações.

O mandante, agora, vai ser alvo de mais dois pedidos de prisão preventiva pelos crimes de corrupção de menores e organização criminosa. Os dois adolescentes, por sua vez, deverão ser internados num Centro de Atendimento Socioeducativo na capital do estado.

Nesta segunda-feira, o Comandante da PM no Sertão Central, Coronel Vidal, tranquilizou a população. “Nosso efetivo está reforçado. A Polícia está presente”, disse. A fala veio depois que o comércio na região reagiu a boatos atribuídos às facções criminosas fechando as portas mais cedo nesta segunda-feira.


Site desenvolvido por Agência Clig