Para evitar aglomerações e garantir participação popular, Ilário Marques estuda realizar 13 mini carreatas.

O candidato Ilário Marques (PT) disse nesta quarta-feira (14) que vai respeitar a decisão da justiça eleitoral em Quixadá que regulamentou a realização de eventos de campanha levando em conta o contexto de pandemia. Embora o cenário epidemiológico no município indique controle da doença, Marques disse que a justiça está correta em se preocupar com uma possível segunda onda.

Ilário destacou que abriu mão de realizar pré-campanha por que, naqueles meses, a incidência de novas infecções não permitia se concentrar em outra coisa que não fosse o combate ao vírus. Afirmou que as ações da sua administração foram exitosas em evitar que o vírus causasse estrago maior em Quixadá.

Não obstante os números tenham caído significativamente, a prefeitura mantém leitos disponíveis e profissionais de saúde continuam a realizar trabalho de visitação de pacientes com suspeita de infecção e com infecção confirmada, para dar assistência estratégica contra a evolução negativa dos quadros clínicos.

Carreata dividida

Para evitar concentração e aglomeração de pessoas em desacordo com as recomendações sanitárias do Estado, Ilário Marques disse que vai orientar a divisão de uma grande carreata, que seria realizada no sábado (17), em 13 mini carreatas. A ideia, segundo ele, é manter um número pequeno de carros e motos circulando em diversos bairros. Assim, acredita o candidato, as normas sanitárias serão respeitadas e a participação popular na “festa da democracia” não será anulada.

A campanha do candidato ainda não divulgou percursos e estratégia logística para executar as 13 mini carreatas, o que deve acontecer antes do evento.

A campanha também vai fortalecer o uso das redes sociais e de pequenos encontros nos quais seja possível manter o número limitado de pessoas em obediência às recomendações sanitárias.


Site desenvolvido por Agência Clig