Da esquerda para a direita: Everardo Silveira Filho, o “Everardinho”; Ricardo Silveira e Ilário Marques.

O clã Silveira em Quixadá, que tenta de novo ganhar a prefeitura com o médico Ricardo Silveira, busca ressuscitar as acusações do empresário Ernani Teles Castro Junior, feitas ao Ministério Público do Ceará contra o prefeito Ilário Marques, ainda em 2017.  Nesta quinta-feira (09), as mídias dos irmãos Silveira avisaram que vão explorar novamente o assunto.

As acusações do empresário resultaram numa liminar que afastou Ilário Marques do cargo em agosto de 2018, mas o Desembargador Francisco Lincoln Araújo e Silva, do Tribunal de Justiça do Ceará, reviu sua própria decisão e determinou o retorno de Ilário ao comando da prefeitura.

Em outra decisão importante, o Juiz Welithon Alves de Mesquita, da 1ª Vara da Comarca de Quixadá, deu razão à prefeitura e determinou que o empresário cumprisse os termos do contrato que havia firmado. Ilário alegava que o empresário queria receber dinheiro sem realizar o serviço contratado e que, por se negar a aceitar isto, tornou-se alvo dele.

Mais de dois anos depois, nenhuma denúncia foi feita à justiça contra o prefeito quixadaense. Em nota, Ilário Marques disse que seus sigilos bancários, fiscal e telefônico foram quebrados, e nada foi encontrado que pudesse justificar qualquer acusação contra ele. “Afinal, essas são acusações de um picareta e que agora estão sendo exploradas de forma criminosa por outros picaretas”, disse o gestor.

Para Ilário, os ataques dos irmãos Silveira contra ele são sintomas de “desespero” em ano eleitoral.

“A intenção é manchar minha imagem e tentar interferir, como sempre tentaram, no processo eleitoral. Sem propostas e ideias para Quixadá, resta-lhes o uso de fake news, de mentiras que nunca conseguiram provar contra mim”, afirmou Ilário.

Informe Público.


Site desenvolvido por Agência Clig