Em destaque na foto o médico Ricardo Silveira e Raimundo Damasceno. (Foto: reprodução/facebook)

Fontes ligadas a políticos de oposição ao governo do PT em Quixadá revelaram a este site que o médico quixadaense Ricardo Silveira (PMDB) não disputará vaga na Assembleia Legislativa do Ceará no ano que vem. Em vez disto, uma costura está sendo trabalhada para que ele apoie o vereador Raimundo Damasceno (PSB) para deputado estadual.

Outra informação importante é que Damasceno pode não concorrer pelo PSB, partido ao qual está filiado atualmente.

Nas últimas eleições para o parlamento cearense, em 2014, o médico peemedebista apoiou o vereador Luiz do Hospital para Deputado Estadual, não logrando êxito. Luiz ficou em centésimo quinquagésimo terceiro lugar, com 2.237 votos, equivalente a 0,05% dos votos totais. Ele concorria pelo PSC.

Já nas eleições municipais de 2016, o próprio Ricardo Silveira concorreu para o cargo de prefeito de Quixadá pelo PMDB, obtendo 19.259 votos, o equivalente a 43,06% dos votos válidos. O candidato do PT, Ilário Marques, venceu aquele pleito com 25.469 votos.

A suposição, conforme avaliação feita nos bastidores, é de que uma eventual derrota no pleito do ano que vem desgastaria a posição de Ricardo Silveira para a disputa municipal no ano de 2020.

Se a costura política em andamento funcionar e Raimundo Damasceno for mesmo concorrer ao cargo de deputado estadual, deve brigar por espaço em Quixadá principalmente com o Deputado Osmar Baquit (PSD). Em 2014, Osmar obteve no Ceará 47.553 votos, ficando no 27º lugar do ranking dos mais bem votados.

Embora esta seja a informação do que tem sido conversado nos bastidores, tudo pode mudar a qualquer momento. Como os pequenos núcleos de oposição ao PT de Quixadá não tem liderança definida, ou seja, nenhum nome que convirja apoio para si naturalmente, a disputa entre eles costuma demandar muito esforço. Longe do pleito de 2018, muita coisa ainda pode acontecer.


Site desenvolvido por Agência Clig