Prefeita de Barreira doa salário integral até o fim do mandato.

Com a proposta de gerar condições para a erradicação da fome no município de Barreira, na Região do Maciço de Baturité, a prefeita, Dra. Auxiliadora Fechine (PSD), enviou à Câmara Municipal o projeto de lei para criação do Programa Barreira sem Fome. No mês de julho, a proposta foi aprovada por unanimidade e sancionada. Na semana passda, a gestora anunciou o lançamento e as fases de inclusão, e como a população deverá participar.

O programa Barreira sem fome é destinado às famílias em situação de vulnerabilidade social e extrema pobreza, inscritas no CadÚnico, mas que não estão assistidas por nenhum benefício. Com a doação, 100 famílias serão atendidas por mês, com o vale-compra no valor de R$100 reais, revertido em produtos de alimentação com base na cesta básica.

A prefeita doou todo o salário durante toda a sua gestão à frente da Prefeitura de Barreira. O programa terá cadastramentos de famílias a cada seis meses, de acordo com avaliações técnicas das perícias e saída dessas famílias da zona da miséria.

“É um programa que atende as pessoas que mais precisam e vivem em zona vulnerável. Inúmeras famílias estão na linha da pobreza e criamos este Programa para atender este perfil. O Governo Federal e Estadual mantêm programas de assistência, mas o município de Barreira precisa de mais, e agora, é o nosso momento de atender essas famílias”, afirma Dra. Auxiliadora.

O programa tem três eixos principais: segurança alimentar e nutricional, qualificação profissional e inclusão produtiva, além do acompanhamento familiar nas áreas de Assistência Social, Saúde e Educação. As famílias serão acompanhadas pelos profissionais técnicos da STDS durante todo o período e distribuição dos vales-compras.

Segundo ela, é uma maneira de reduzir os impactos das medidas de isolamento social e do período de fechamento do comércio. “Não irei permitir que ninguém em Barreira passe fome, este Programa vai atender 100 famílias por mês; e vamos analisar mais à frente a possibilidade de incluir um maior número de famílias”, justificou a prefeita.

ESPAÇO PUBLICITÁRIO.


Site desenvolvido por Agência Clig