Manuela de Cássia foi encontrada após os vizinhos sentirem um forte cheiro de gás vazando no apartamento onde aconteceu o crime.

A transexual cearense encontrada morta a facadas no apartamento em Milão, nesta semana, ajudava financeiramente a família de Fortaleza, pagando planos de saúde, faculdade para a irmã e escola de sobrinhos. Manuela de Cássia foi Miss Pantera Gay em 1997 e já se apresentou em programas de TV como o do apresentador Raul Gil.

A artista transexual vivia na Itália há mais de 20 anos. Segundo a irmã dela, Lisieux Alves, Manuela trabalhava como profissional do sexo na Europa, já foi cabeleireira em Fortaleza e deixou imóveis na Capital cearense a serem administrados pela família.

Alves conta que a irmã era religiosa. “Podia deixar de comer, mas não deixava de ir pra igreja dela. Aqui (se referindo à casa de Cássia onde hoje mora) tem uma gruta da Nossa Senhora de Fátima”, comentou.

“Ela era muito família, me criou desde os meus 18 anos, tinha meus dois filhos como dela, me sustentava desde que tenho 18 anos, minha faculdade, colégio da minha filha, meu plano de saúde, o do meu filho. Já passei por 20 cirurgias, ela nunca deixou faltar nada, ela ajudava os sobrinhos, nunca imaginei que uma pessoa fosse capaz de fazer isso…ela tava cheia de planos”, disse a irmã.  (Via Diário do Nordeste)


Site desenvolvido por Agência Clig