MPCE investiga vazamento criminoso de imagens íntimas de mulheres, crianças e adolescentes em redes sociais.

Numa atuação integrada, o Núcleo de Atendimento às Vítimas de Violência (NUAVV) e o Núcleo de Investigação Criminal (NUINC), ambos do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), vêm adotando providências, desde o dia 23, voltadas ao acolhimento de vítimas e identificação de abusadores em casos de divulgação criminosa de imagens íntimas de mulheres, crianças e adolescentes em aplicativos de redes sociais.

A partir do momento em que tomou conhecimento, a coordenação do NUAVV determinou, de ofício, que a equipe técnica de psicólogas iniciasse uma busca ativa, a fim de oferecer acolhimento às vítimas e encaminhou um relatório que serviu de base para a instauração de uma Notícia de Fato, nesta quinta-feira (25), que poderá resultar numa investigação aos crimes cibernéticos contra a intimidade e privacidade das pessoas expostas.

De acordo com as promotoras de justiça Joseana França (coordenadora do NUAVV) e Ana Alzira Bossard (integrante do NUINC) as investigações já estão em curso com a coleta de todas as informações contidas em fontes abertas, com solicitações de notícias publicadas em jornais e emissoras de televisão, bem como por meio cibernético, observando-se o uso de redes sociais.

O trabalho integrado do MPCE ocorre em sigilo em respeito à preservação da dignidade das vítimas e por haver indícios de que também haja violação aos direitos de crianças e adolescentes. O MPCE está apurando qualquer crime que venha a surgir.


Site desenvolvido por Agência Clig