Os professores Francisco Luciano Teixeira Filho e Ilana Viana do Amar, respectivamente professor efetivo e professor assistente da Universidade Estadual do Ceará (UECE), revelaram no Twitter nesta quarta-feira, 09, que foram intimados pela Polícia Federal para prestar depoimento pela acusação esdrúxula de “antifascismo”.

O professor Luciano Teixeira mostrou as duas intimações, que são assinadas pela Delegada Alexsandra Oliveira Medeiros Reis, da Delegacia de Defesa Institucional, com localização na Av. Borges de Melo, em Fortaleza. As intimações exigem que os educadores se dirijam à delegacia na próxima segunda-feira, dia 14.

Intimação mostrada pelo Professor Luciano Teixeira.

Intimação mostrada pelo Professor Luciano Teixeira.

“Não me deram grandes detalhes. Só disseram que é uma retomada de uma denúncia de 2018, que nos acusavam de antifascismo”, conta o educador.

Ainda segundo o professor, uma de suas aulas sobre fascismo foi acusada de ser financiada pelo Partido dos Trabalhadores, o que ele nega.

Na manhã desta quinta-feira, 10, o professor Luciano revelou que soube que “estudantes também estão sendo intimados, junto com os professores.” Ele protesta: “Covardes! Covardes!”

O DQ não conseguiu contatar a professora Ilana Viana.

O caso foi destacado pelo Editor Chefe do site The Intercept Brasil, Leandro Demori, no Twitter.

ESPAÇO PUBLICITÁRIO.


Site desenvolvido por Agência Clig