Cândido Pinheiro, médico e fundador do Hapvida, é o homem mais rico do Estado.

O Ceará é o terceiro estado do País com a maior concentração de bilionários, tendo 15 nomes, segundo a edição da revista Forbes divulgada em 2018. Cândido Pinheiro, médico e fundador do Hapvida, é o homem mais rico do Estado. Com fortuna avaliada em R$ 7,6 bilhões, ele ocupa a 26° posição no ranking nacional, depois da estreia da empresa na bolsa de valores em abril de 2018.

A Oferta pública inicial (usualmente referida como IPO) da operadora de saúde colocou outros dois nomes na lista da Forbes, Jorge Lima e Cândido Júnior. Filhos do fundador da Hapvida e donos de 20% da empresa, eles possuem individualmente fortuna avaliada em R$ 3,8 bilhões, ocupando a 67° posição no ranking nacional dos bilionários.

Em 2017, o Ceará possuia oito bilionários. Além do IPO da Hapvida, também foi determinante neste crescimento a conclusão do inventário de Ivens Dias Branco, colocando seus herdeiros entre os donos das maiores fortunas do País.

Demais bilionários cearenses

Na lista dos cearenses mais ricos do País, a matriarca Consuelo Dias Branco, ocupa o segundo lugar no Estado e o 42° no Brasil, com fortuna de R$ 5,76 bilhões. O sobrenome famoso aparece seis vezes no ranking, com as estreias de Ivens Júnior, Cláudio, Marcos, Maria das Graças e Maria Regina. Cada um deles tem fortuna avaliada em R$ 1,15 bilhão, aparecendo na 163° colocação.

A lista ainda é composta por Mário Araripe e família, donos do fundo Salus que controla a gigante de energia Casa dos Ventos, com R$ 5,5 bilhões, ocupando o 47° lugar no ranking nacional. Em seguida aparece Amarílio Macêdo e família, da indústria de alimentos J. Macêdo (R$ 3,5 bilhões; 72° do País) e Deusmar Queirós e família, da rede de farmácias Pague Menos (R$ 3,2 bilhões; 76° do Brasil).

Carlos Jereissati e família, da La Fonte Participações, controladora do Iguatemi, possuem R$ 2,2 bilhões.

Carlos Jereissati e família, da La Fonte Participações, controladora do Iguatemi, possuem R$ 2,2 bilhões e estão na 105° posição. Everaldo Telles e família, do Grupo Telles, têm R$ 1,25 bi, em 156° colocação.

Ranking nacional

Após seis anos sendo o homem mais rico do Brasil, Jorge Paulo Lemann perdeu o posto de maior bilionário do País. O empresário e economista, que no momento acumula fortuna de US$ 22,4 bilhões, foi ultrapassado pelo proprietário do Banco Safra, Joseph Safra, com US$ 25,5 bilhões.

Entre os estados, o primeiro lugar é de São Paulo, com 72 bilionários, seguido do Rio de Janeiro, com 25. Atrás do Ceará (15), estão Minas Gerais (14) e Rio Grande do Sul (13). Na região Nordeste aparece Pernambuco (7) e Bahia (1).

Na comparação entre as fortunas somadas dos estados, o Rio de Janeiro permanece na primeira colocação (R$ 335 bilhões). São Paulo se mantém em segundo lugar registrando R$ 305 bilhões. Em seguida aparece Rio Grande do Sul (R$ 50 bilhões) e Ceará (R$ 43 bilhões). A soma de todos os bilionários das demais Unidades federativas do Brasil é de R$ 855 bilhões.

Conteúdo: O Povo.


Site desenvolvido por Agência Clig