“Não tem comprovação científica no mundo inteiro”, diz Camilo Santana sobre cloroquina para covid-19.

A insistência do presidente Jair Bolsonaro para o uso da cloroquina, que já derrubou dois ministros, é contestada pelo governador Camilo Santana. Em transmissão ao vivo pelo Facebook no começo da tarde de hoje, 18, ele ressaltou que o medicamento está envolvo de questões políticas e que o Ceará não segue a linha.

“Não há política. A política tem de estar fora de qualquer contexto nesse momento de enfrentamento da epidemia”, ressaltou o governador.

Segundo Camilo, as decisões do Estado são pautadas em questões técnicas e científicas. “A cloroquina é um medicamento que não tem comprovação científica no mundo inteiro. O Estado não utiliza a cloroquina. Ela está no protocolo do Estado do Ceará. Ela só é utilizada com a recomendação do médico. Só com a recomendação do médico para os seus pacientes”, destacou o petista.

Apesar de o setor público não ter uma política pública estadual, o setor privado está em um patamar mais avançado. Após a liberação pela Anvisa, Hapvida e Unimed Fortaleza adotaram a cloroquina no tratamento base dos pacientes, prescrevendo-o principalmente logo após a identificação dos primeiros sintomas da doença.


Site desenvolvido por Agência Clig