Depois de ter o nome da instituição usado em golpe digital, a Universidade Estadual do Ceará (Uece) lançou alerta nessa quinta-feira, 1º, contra a ação criminosa. Em e-mail, os golpistas se identificam usando o nome da pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa, Nukácia Araújo. Ela supostamente estaria oferecendo vagas para prestação de serviços temporários sem vínculo empregatício. A oferta é falsa.

Na mensagem, é solicitado aos interessados o envio de dados pessoais e um depósito imediato no valor de R$ 150.

O e-mail envolve ainda o nome do professor Geovanni Jacó, da Uece, e do docente da Universidade de São Paulo (USP) Adalberto Americo Fischmann. Conforme a Uece, a ação criminosa existe desde 2015 envolvendo o nome de outras universidades brasileiras.

“A Uece alerta a todos sobre o golpe, informa que as medidas possíveis estão sendo tomadas e orienta que os prejudicados façam o registro da ocorrência em uma Delegacia de Polícia”, conclui a nota.

Conteúdo: O Povo. 


Site desenvolvido por Agência Clig