Capitão Wagner e mais 11 deputados do CE votaram para perdoar dívida bilionária de igrejas.

O presidente Jair Bolsonaro tem até a próxima sexta-feira (11) para sancionar o projeto que anula dívidas tributárias de igrejas acumuladas após fiscalizações e multas aplicadas pela Receita Federal. Segundo revelado pelo Estadão, o valor do “perdão” seria de quase R$ 1 bilhão.

O trecho foi incluído em um projeto de lei que permite uso de recursos economizados no pagamento de precatórios no combate à covid-19. A emenda é de autoria do deputado David Soares (DEM-SP), filho do missionário R. R. Soares. A equipe econômica recomendou veto ao dispositivo, mas o presidente ainda não se pronunciou sobre o assunto.

A emenda foi aprovada pela Câmara no dia 15 de julho, com orientações contrárias de PT, PSDB, PDT, Novo, Psol e Rede. PSD e PSB liberaram suas bancadas e os demais partidos orientaram favoravelmente. Foram 345 a favor da emenda (votos sim) e 125 contra (votos não), além de duas abstenções.

Do Ceará foram 12 votos favoráveis ao perdão bilionário às igrejas e 11 contra. Dentre os que votaram pelo perdão das instituições religiosas está o Deputado Capitão Wagner (Pros), candidato à prefeitura de Fortaleza.

Confira como votou cada parlamentar do Ceará:

DEPUTADOPARTIDOVOTO
AJ AlbuquerquePPSIM
André FigueiredoPDTNÃO
Capitão WagnerPROSSIM
Célio StudartPVNÃO
Danilo FortePSDBNÃO
Denis BezerraPSBSIM
Deuzinho FilhoREPUBLICANOSSIM
Dr. Agripino MagalhãesPROSSIM
Dr. JazielPLSIM
Eduardo BismarckPDTNÃO
Genecias NoronhaSOLIDARIEDADESIM
Heitor FreirePSLSIM
Idilvan AlencarPDTNÃO
José AirtonPTNÃO
José GuimarãesPTNÃO
Júnior Mano PLSIM
Leônidas CristinoPDTNÃO
Luizianne LinsPTNÃO
Mauro Benevides FilhoPDTNÃO
Moses RodriguesMDBSIM
Pedro Augusto BezerraPTBSIM
Robério MonteiroPDTNÃO
Ronaldo MartinsREPUBLICANOSSIM

Informe Público.


Site desenvolvido por Agência Clig