Abandonados e vendidos para consumo dos chineses, jumentos estão em risco de extinção

O jumento, animal-símbolo do Nordeste, chamado de “nosso irmão” em música de Luiz Gonzaga nos anos 1960, está em risco de extinção.

O jumento perdeu espaço para motos nas propriedades rurais do semiárido e, desvalorizado, virou alvo da cobiça dos chineses.

Quando não são abandonados nas estradas e vítimas de atropelamentos, são levados para abatedouros e têm a carne exportada para a China.

Dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento indicam que as exportações de carne de cavalos, muares e asininos deram um salto depois que os jumentos passaram a compor as cotas de abate.


Site desenvolvido por Agência Clig