Tomada de três pinos entra na mira do governo Bolsonaro: “tomada do PT”

O Governo Bolsonaro prepara agora uma norma para revogar o uso da tomada de três pinos. As informações são do jornal Valor Econômico. Chamada por alguns assessores presidenciais de “tomada do PT”, o padrão de três pontos é obrigatório desde 2011.

Em abril, essa foi uma das medidas defendidas pelo assessor internacional do presidente, Filipe Garcia Martins, no Twitter: “Temos que nos livrar da tomada de três pinos, das urnas eletrônicas inauditáveis e do acordo ortográfico”, escreveu ele.

À publicação, o secretário especial de Produtividade e Competitividade, Carlos Alexandre da Costa, afirmou que “a sociedade brasileira, com toda legitimidade, rejeitou a tomada de três pinos” e que o padrão é uma “excrescência”. “Não é só um tema técnico. É um assunto que afeta a segurança, a concorrência e a produtividade”, afirmou Costa.

O horário de verão era outro tema que, em campanha, Bolsonaro defendia dar um fim. Já aconteceu. Outra vontade do presidente é, também, colocar fim às urnas eletrônicas.


Site desenvolvido por Agência Clig