Aumento de 23,2% em 5 meses.

Sob o governo de Michel Temer, a Petrobras anunciou nesta segunda-feira (27) que vai subir os preços da gasolina em 1,8% nas refinarias a partir de terça-feira. Por outro lado, os preços do diesel serão reduzidos em 0,2%.

O aumento ocorre após a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) divulgar que, na semana passada, o preço médio da gasolina atingiu um novo recorde nos postos ao subir 2,6% na semana e superar a marca de R$ 4 por litro.

O preço da gasolina atingiu uma média de R$ 4,023 por litro, ante R$ 3,966 na semana anterior, segundo pesquisa da agência reguladora. Foi o terceiro recorde semanal seguido dos preços da gasolina no país.

ALTA DE 23,2% EM 5 MESES

Os reajustes fazem parte da nova sistemática de formação de preços da empresa, em vigor desde julho e que prevê alterações quase que diários para os valores.

Desde que a nova sistemática foi adotada pelo governo, o preço da gasolina já subiu 23,2%, e os do diesel, 24%, de acordo com cálculos do banco Goldman Sachs.


Site desenvolvido por Agência Clig