Bolsonaro ignora o Nordeste em viagens desde a posse

Prestes a fechar o quarto mês de governo, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) ignorou o Nordeste nas viagens realizadas desde que tomou posse do cargo. No período, foram mais de cem agendas públicas divulgadas pelo Planalto, que incluem quatro missões oficiais no exterior.

O Nordeste concentra a maioria dos entrevistados que, em amostra feita pelo Ibope e divulgada na quarta-feira (24), considera o governo “ruim ou péssimo”. A pesquisa aponta que apenas 25% avaliam a gestão como “ótima ou boa” –dez pontos percentuais abaixo da média da população brasileira e a pior avaliação entre as regiões.

Bolsonaro já esteve no Sudeste (Rio de Janeiro e São Paulo), no Sul (Foz do Iguaçu-PR), no Norte (Macapá-AP), e despacha diariamente no Palácio do Planalto, em Brasília, na região Centro-Oeste. Ou seja, o Nordeste é a única região brasileira não contemplada até agora.

Além disso, o mandatário já realizou viagens a Davos, na Suíça, onde participou do Fórum Econômico Mundial; a Washington, onde encontrou o presidente americano Donald Trump; ao Chile, para fazer parte das discussões sobre o lançamento do Prosul; e a Israel, que desponta como uma das principais parcerias internacionais do governo Bolsonaro.


Site desenvolvido por Agência Clig